Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

terça-feira, 7 de julho de 2009

A ORIGEM DO NOME VING TSUN - UMA ARTE MARCIAL CHINESA




A china, país cuja extensão territorial chegou a ser comparada ao Império Romano, está hoje entre os três maiores paises do mundo. Os “Han”, considerados os chineses propriamente ditos, constituem a grande maioria da população chinesa.


No entanto, 60% do território chinês é ocupado por grupos étnicos diversos, formados por manchus, mongóis, tibetanos e outros.


O chinês é a lingua oficial do pais. embora sua escrita(caracteres ideiográficos) seja universal, a fonética varia de região para região, chegando a existir vários dialetos ininteligíveis entre si. Os dialietos mais importantes são o mandarim (o dialeto oficial), o shanghai e o cantonês.


Nosso sistema de Kung Fu foi desenvolvido na provincia de Guangdong (Kwangtung), precisamente na cidade de Foshan(Futsan), de modo que todas as nomenclaturas empregadas são provenientes do dialeto falado na região, ou seja, o cantonês. Desta forma, embora o dialeto oficial chinês seja o mandarim, o dialeto cantonês é o oficial do nosso estilo.


Não batasse estas peculiaridades, o numero variado de sistemas de transliteração(representação gráfica em alfabeto romano com base na pronúcia dos caracteres chineses) dificulta em muito a compreensão do leitor ocidental. Em 1979, o governo da Republica Popular da China instituiu o sistema de transliteração “Pinyin” como o oficial, contudo este sistema só é valido para a pronúncia no dialeto mandarim.


Ainda hoje, não existe um sistema oficial de transliteração para o cantonês, embora o mais usados sejam o Yale, o Meyer-Wempe e o Ipa.


Em 1968, o Patriarca Yip Man, o felecido líder de nosso sistema, instituiu VING TSUN como transliteração oficial de nome de nossa arte, embora muitos a conheçam sob a denominação “WING CHUN”, a transliteração mais popular.


A ORIGEM DO NOME VING TSUN


A arte Marcial Chinesa é a mais diversificada de todo o globo, onde dezenas são os estilos que variam conforme diferentes condições geográficas, politicas e culturais.


Desta forma, a origem de seus nomes é das mais interessantes, podendo estar relacionada com locais, pessoas ou animais. Alguns nomes podem ainda ter sua origem em figuras lendárias ou em alguma técnica em especial.


No caso especifico de nossa arte, o nome Ving Tsun é um tributo à fundadora do sistema, Sra. Yim Ving Tsun.


Segundo a genealogia do sistema Ving Tsun, registrado em pedra por Grão-mestre Moy Yat, a monja Ng Mui, do monastério Shaolin (Siu Lam) encontrou uma jovem chamada Yim Ving Tsun e ensinou-a Kung Fu para que ela pudesse proteger-se de um lider local que queria desposá-la à força. posteriormente, a fundadora Yim Ving Tsun estruturou esse sistema e em sua homenagem seus seguidores deram seu nome ao estilo.


Acredita-se que a primeira pessoa a utilizar a denomenação VING TSUN KUEN( a arte marcial de Ving Tsun) foi o amrido da fundadora, Leung Bok Toa.


Conta-se que o Sr. Leung era um exímio praticante de Kung Fu e , mesmo depois de casar-se nunca abandonou a pratica.


Ao observar o interesse do marido pelas Artes Marciais, Sra. Yim Ving Tsun, que ainda não havia revelado ao esposo os conhecimentos dos quais era possuidora, fazia oportunamente sutís comentários sobre o treinamento do marido. No entanto, Sr. Leung Bok Tao nunca levou a sério as opiniões da esposa, acreditando que era impossivel uma delicada mulher como ela compreender a viril arte do Kung Fu.


Um dia, a fundadora Yim Ving Tsun decidiu revelar seu segredo, contando ao marido sobre seu aprendizado com a legendaria Monja Ng Mui. Mas ele não acreditou. Assim, não sobrou outra alternativa a ela senão demonstrar sua habilidade na prática, enviando, num confronto amistoso, o esposo três vezes ao chão. Sr.Leung Bok Toa imediatamente compreendeu que estava diante de uma grande mestra desconhecida de Arte Marcial.


A fundadora Yim Ving Tsun, por sua vez, compartilhou seus conhecimentos com o esposo, que passou a denominar a arte aprendida de VING TSUN KUEN.


A ETIMOLIGIA DO NOME “VING TSUN”


Realizar uma pesquisa etimológica de uma ideograma é estudar como ele foi formado, possibilitando assim uma melhor compreensão de seu significado.


O nome de nossa arte é composto por dois ideogramas ” VING e TSUN”.


O ideograma “Ving” é composto pelo caracter “Yin” e pelo caracter “Veing”.


O primeiro significa “falar”, “cantar”, “discurso”, “palavra”; são os sons do coração emitidos pela boca. Já o caracter “Veing” representa a incessante fuidez da água que emana da terra. Significa duração, perpetuação, mas não eternidade. Graficamente é uma variante do caracter “soi” que significa “água”. Assim, emtir sons do coração de forma duradoura é a composição que forma o ideograma “Ving” que pode ser traduzido por “cantar”.


Já o ideograma “tsun” é composto pelos caracteres “chou”, “ton” e “Yat”. O primeiro significa “planta”, onde sua repetição representa a multiplicidade. O segundo representa a germinação abaixo da terra, sendo que a linha curva diz respeito ao esforço que uma jovem planta tem que realizar para desenvolver sua raiz, ela se eleva sobre a terra e é levada para a luz. o ultimo quer dizer “sol”, “dia”, que faz menção ao saber que ilumina as trevas da ignorância. Desta forma, “Tsun”, que significa “primavera”, é representado pela ideia das plantas que se multiplicam através da luta para crescerem sob os efeitos da luz.


Por intermédio da pesquisa etimológica, descobrimos que, para o chinês ” Tsun” não é apenas uma estação do ano, mas representa toda a luta que é empregada para o desenvolvimento de um ideal. Este combate, para alcançar o êxito almejado, deve ser alimentado pela sabedoria da luz, que iluminara o caminha perseguido. Esta idéia é complementada pela icessante sonoridade vinda do coração, representada por “Ving”, demonstrando que a alegria e a felicidade podem fazer parte desta luta, desde que a mesma seja dirijida pela luz do conhecimento.

Com isso o nome “Ving Tsun” seria traduzido como : CANTAR EM LOUVOR A PRIMAVERA.